O Grupo Cortel conta com empreendimentos nos estados do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Amazonas, gerindo e construindo oito cemitériosquatro crematóriosfunerária com atendimento diferenciado e plano funeral

Há mais de 50 a história do Grupo Cortel é contada a partir de muito trabalho, da busca constante pela inovação e pelo cuidado com as pessoas, pelo humanismo e pela busca constante de novas tecnologias e de novos caminhos.

O nascimento
de um Grupo

Fundada em 1963, a Cortel iniciou suas atividades realizando diversas obras de terraplanagem e urbanização. Em 1965, lançou o primeiro Plano Habitacional privado do Brasil. Até o final dessa década já eram quase 2.000 casas construídas e 4.000 terrenos urbanizados.

Novos
desafios

Nos anos 70, a Cortel foi convidada a colaborar na solução de um grave problema da época: a construção e administração de cemitérios. Aceitou o desafio e com muito planejamento e pesquisa, iniciou neste ramo, desenvolvendo tecnologia própria e soluções inéditas, muitas vezes superiores às similares internacionais.

As primeiras
conquistas

O resultado deste sistema pioneiro foi o primeiro cemitério vertical em concreto armado do Brasil, o Ecumênico João XXIII, em Porto Alegre/RS. Ainda nos anos 70 o Cemitério Parque São Vicente, em Canoas, e o Cemitério Ecumênico São Francisco de Paula, em Pelotas, foram entregues e hoje são referência em suas comunidades. Em 1977 a Cortel criou o Previr - Serviço Nacional de Assistência Familiar – empresa destinada a comercialização de planos funerários com venda antecipada e atendimento de alto padrão, tendo se tornado referência nacional no segmento.

Uma marca
pioneira

Nos anos 80, a empresa coloca à disposição da população mais um empreendimento qualificado: o Memorial Ecumênico Cristo Rei, em São Leopoldo/RS. Já no ano de 1997, no mesmo empreendimento lançou o primeiro crematório do sul do Brasil, o Crematório Metropolitano Cristo Rei. No final da década, em 1999, a empresa lança também o Cemitério Parque Memorial da Colina em Cachoeirinha/RS.

Alto Padrão chega
à Porto Alegre

Em 2003, o Crematório Metropolitano São José foi um marco para Porto Alegre, pois trouxe uma estrutura inédita de atendimento com alto padrão de qualidade internacional, num empreendimento moderno, com serviços especiais e diferenciados.

Inovar
é preciso

Em 2005, o Crematório e Cemitério Saint Hilaire, em Viamão/RS, provou ser possível respeitar a natureza, através da criação do primeiro Bosque In Memoriam do país, um espaço que preserva exuberante natureza e foi especialmente preparado para o espargimento dos restos cremados.

O reconhecimento

Os depoimentos colhidos por um inédito serviço de Ouvidoria atestam a qualidade, o respeito e a dedicação da organização, conceitos afirmados com constantes programas de capacitação. O prêmio Top de Marketing ADVB 2006, os certificados SINCEP-ACEMBRA e, desde 2012, o Crematório Metropolitano recebeu quatro indicações consecutivas na pesquisa Marcas de Quem Decide do Jornal do Comércio, como a marca mais lembrada e preferida pelos gaúchos, na categoria serviços funerários. Confirmações que atestam toda a esta excelência.